Release

12 de nov de 2014 - ESBR LEVA AGROINDÚSTRIAS A TRÊS COMUNIDADES DO MÉDIO E ... serão beneficiados com a implantação das agroindústrias, nas.

Release 12 de Novembro de 2014

ESBR LEVA AGROINDÚSTRIAS A TRÊS COMUNIDADES DO MÉDIO E BAIXO MADEIRA EM PORTO VELHO Mais de 200 cooperados serão beneficiados com a implantação das agroindústrias, nas localidades de Demarcação, Nazaré e São Carlos A comunidade do Médio e Baixo Madeira se prepara para um novo ciclo de crescimento econômico, por meio da implantação de três agroindústrias, nas localidades de Demarcação, São Carlos e Nazaré. Este é mais um compromisso da Energia Sustentável do Brasil S.A. (ESBR), em atendimento ao Programa de Ações à Jusante da Usina Hidrelétrica Jirau, que conta com a parceria da Cooperativa de AgroExtrativismo do Médio e Baixo Madeira (COOMADE). Mais de 200 cooperados serão beneficiados com a implantação das agroindústrias, que serão gerenciadas pela COOMADE e terão como objetivos, proporcionar a melhoria da qualidade de vida, fomentar o desenvolvimento local e contribuir com a diversificação e aprimoramento da produção. As três agroindústrias irão fortalecer a produção específica de cada localidade e as comunidades de seu entorno. Em Demarcação, onde as obras já estão em fase de conclusão, a agroindústria será voltada ao beneficiamento da mandioca, por meio da produção de farinha. Em Nazaré, onde as obras estão previstas para serem iniciadas ainda este ano, a agroindústria será voltada à produção de polpas de frutas tropicais da região, como a goiaba, o cupuaçu, acerola, graviola e abacaxi. Já em São Carlos, onde o início das obras também está previsto para o final deste ano, a produção será voltada ao beneficiamento da castanha do Brasil. De acordo com o presidente da COOMADE, Antônio Lúcio Lima, a participação da Cooperativa tem sido muito importante nesse processo de desenvolvimento. E explica que a COOMADE vai trabalhar junto com as associações de produtores rurais na organização da matéria-prima e fará o beneficiamento e comercialização da produção. Antônio Lúcio acredita em uma mudança expressiva de crescimento econômico e social das localidades, devido aos benefícios que as agroindústrias trarão, agregando valor ao produto e resultando no aumento da renda do produtor. “Não havia

Release 12 de Novembro de 2014

expectativa alguma de crescimento econômico nas localidades. E o apoio da ESBR foi fundamental nesta evolução. Antes, o produto era comercializado de forma bruta e o retorno financeiro era baixo. Com a vinda das agroindústrias, podemos até estocar e garantir melhor qualidade dos produtos, além de contarmos com um retorno financeiro bem maior”, destaca. A Energia Sustentável do Brasil também ofereceu aos cooperados, capacitações voltadas à gestão de agroindústrias. Além disso, está sendo elaborado o Plano de Negócios, com objetivo de traçar uma visão de mercado e, consequentemente, aprimorar a mão-de-obra local. Segundo a analista de Meio Ambiente da ESBR, Leonor Ferreira, “A empresa tem oferecido assistência às comunidades do Médio e Baixo Madeira, nas necessidades para a implantação das agroindústrias. Foi feito investimento em equipamentos de processamento, entre outros materiais, a fim de garantir a qualidade do trabalho. Com a evolução da produção, os cooperados terão melhores condições de expandir o mercado para outras localidades e obter maior retorno”, informa. A produção está prevista para começar já em 2015.